Home PageMapa do SiteImprimir

MENA

segunda, 08 junho 2015 09:12

Confirmação da sentença de Badawi pelo Supremo saudita marca um dia negro para a liberdade de expressão

A decisão do Supremo Tribunal da Arábia Saudita em confirmar a sentença contra o blogger Raif Badawi, a dez anos de prisão e mil chicotadas, marca um dia negro para a liberdade de expressão naquele país, cujo registo de direitos humanos é já muito desolador, avalia a Amnistia Internacional.

 
quarta, 27 maio 2015 00:24

Palestinianos foram torturados e executados sumariamente pelo Hamas durante o conflito de 2014

As forças do Hamas levaram a cabo uma campanha brutal de raptos, de tortura e de execuções sumárias contra palestinianos tidos como tendo “colaborado” com Israel e fações rivais durante a ofensiva militar israelita sobre Gaza em julho e agosto de 2014, é demonstrado numa série de casos investigados em novo relatório da Amnistia Internacional.

 
quinta, 21 maio 2015 00:01

Mundial de Futebol em cada vez maior risco de se alicerçar em abusos de trabalhadores migrantes com o falhanço do Qatar em fazer reformas

Mais de um ano passado desde que o Governo do Qatar fez promessas de algumas limitadas reformas para melhorar os direitos dos trabalhadores migrantes no país, as esperanças em progressos esvanecem-se muito rapidamente, alerta a Amnistia Internacional em novo relatório.

 
segunda, 18 maio 2015 15:59

Tribunal egípcio avança para sentença de morte a ex-Presidente Morsi e mais 100 num “julgamento de farsa”

Um tribunal egípcio recomendou a sentença de pena de morte ao deposto Presidente Mohamed Morsi e a outros mais de 100 arguidos num julgamento flagrantemente injusto e que demonstra o deplorável estado do sistema de justiça criminal do país, avalia a Amnistia Internacional.

 
quinta, 14 maio 2015 16:43

Confirmação de pena a Nabeel Rajab mostra a repressão das autoridades do Bahrein aos críticos pacíficos

A confirmação da sentença de seis meses de prisão para o ativista de direitos humanos Nabeel Rajab, por “insultos a instituições governamentais”, demonstra o desrespeito das autoridades do Bahrein pela liberdade de expressão, avalia a Amnistia Internacional face à decisão do tribunal de recurso.

 
quinta, 07 maio 2015 09:44

Raif Badawi permanece na prisão um ano depois de ser condenado a mil chicotadas na Arábia Saudita

Passou-se um ano desde o dia em que o saudita Raif Badawi ouviu em tribunal a cruel sentença que lhe foi dada tão só por exercer livremente o direito de expressão: dez anos de prisão e mil chicotadas. A Amnistia Internacional marca esta data, junto com a mulher do blogger e ativista, reiterando o apelo para a sua imediata e incondicional libertação.

 
terça, 05 maio 2015 10:01

O “círculo do inferno” dos bombardeamentos na Síria empurrou os civis para os subterrâneos

 

É uma existência de puro terror e sofrimento insuportável: muitos civis de Alepo, segunda maior cidade da Síria, veem-se forçados a viver com praticamente nada em caves, bunkers e toda a espécie de abrigos subterrâneos para escaparem com vida aos imparáveis bombardeamentos aéreos feitos pelas forças governamentais contra as zonas do país que se encontram sob o controlo dos grupos da oposição, é revelado em novo relatório da Amnistia Internacional.

 
terça, 21 abril 2015 14:51

Sentença pronunciada a ex-Presidente egípcio Morsi aponta para um julgamento de farsa

A sentença de 20 anos de prisão que foi dada ao ex-Presidente egípcio Mohamed Morsi, deposto em 2013, constitui uma troça da justiça e demonstra – uma vez mais – que o sistema de justiça penal egípcio parece incapaz de levar a cabo julgamentos justos nos processos em que são visados membros ou apoiantes da anterior governação e da Irmandade Muçulmana, considera a Amnistia Internacional.

 
sexta, 17 abril 2015 11:00

“A história exaltará aqueles que lutaram pela liberdade”: carta da irmã de Badawi para uma prisão saudita

A irmã do blogger saudita Raif Badawi e mulher do advogado de direitos humanos Waleed Abu al-Khair, Samar Badawi, escreveu uma carta para a prisão na Arábia Saudita onde o marido está preso há já um ano. Foi ele quem defendeu de início o caso de Raif Badawi, condenado por nada mais do que ter pensado e escrito em liberdade. Aqui se reproduz a carta de Samar, que é uma carta de louvor a quem luta pela liberdade, e de esperança no legado dos defensores de direitos humanos.

 
quinta, 16 abril 2015 00:38

Esperanças de reformas no Bahrein esmagadas em repressão brutal da dissidência

Novo relatório da Amnistia Internacional detalha os violentos abusos – incluindo tortura, detenções arbitrárias e uso excessivo da força – contra ativistas pacíficos e críticos do Governo que continuam a ocorrer no Bahrein, quatro anos depois da revolta que agitou este reino do Golfo Pérsico em 2011 e apesar das repetidas promessas de reformas feitas pelas autoridades em matéria de direitos humanos.

 

Pág. 9 de 28