Home PageMapa do SiteImprimir

MENA

quarta, 02 setembro 2015 14:25

AI insta à libertação dos jornalistas da VICE News detidos na Turquia

 

Os três jornalistas da rede VICE News que foram detidos enquanto desempenhavam a sua atividade na Turquia têm de ser imediatamente libertos, a não ser que as autoridades do país consigam apresentar provas credíveis de que aqueles profissionais cometeram atos criminosos, insta a Amnistia Internacional.

 
terça, 01 setembro 2015 13:35

Sentença no Egito contra jornalistas da Al-Jazira é uma afronta à justiça

A condenação proferida no Egito contra os jornalistas da rede noticiosa Al-Jazira Mohamed Fahmy, Peter Greste e Baher Mohamed, a 29 de agosto, constitui uma afronta à justiça e é uma “sentença de morte” para a liberdade de expressão, avalia a Amnistia Internacional.

 
terça, 18 agosto 2015 00:01

Rasto de civis mortos e destruição no Iémen marcado por indícios consistentes de crimes de guerra

 

Os bombardeamentos aéreos da coligação liderada pela Arábia Saudita e os ataques levados a cabo por grupos armados nas cidades de Taiz e Aden, no Iémen, têm resultado na morte de civis – incluindo dezenas de crianças – e podem constituir crimes de guerra, sustenta a Amnistia Internacional em novo relatório que examina indícios colhidos no terreno em junho e julho de 2015.

 
quarta, 12 agosto 2015 15:58

Crimes de guerra amplificam o sofrimento dos civis sírios sob cerco e bombardeamentos em Ghuta

Os incessantes bombardeamentos aéreos e de artilharia feitos pelas forças militares governamentais da Síria sobre a região oriental de Ghuta, nos arredores de Damasco, estão a ampliar ainda mais o sofrimento dos civis que se encontram cercados e a enfrentarem uma cada vez mais grave crise, aponta a Amnistia Internacional em novo relatório.

 
segunda, 10 agosto 2015 16:35

Ativista liberto ao fim de três anos de clausura e tortura na Síria

Uma rara boa notícia chegou da Síria com a libertação do defensor de direitos humanos Mazen Darwish, esta segunda-feira, 10 de agosto, tendo chegado ao fim a clausura e sofrimento que sofreu ao longo dos últimos três anos e meio, durante os quais foi mesmo torturado sob detenção.

 
quarta, 05 agosto 2015 14:13

AI lança campanha pelo fim dos raptos de civis por grupos armados na Líbia

 

Os raptos a um ritmo desenfreado por grupos armados tornaram-se uma parte da vida quotidiana na Líbia, avalia a Amnistia Internacional na análise de centenas de casos ocorridos no último ano, e que acompanha o lançamento de uma nova campanha visando o fim da epidemia de raptos que assola aquele país.

 
quarta, 29 julho 2015 09:00

Investigação pioneira aponta para crimes de guerra cometidos por Israel na “sexta-feira negra” de Rafah

 

Novas provas que demonstram que as forças militares de Israel cometeram crimes de guerra em retaliação à captura de um soldado israelita são divulgadas esta quarta-feira, 29 de julho, num relatório conjunto da Amnistia Internacional e da Forensic Architecture, unidade de investigação da Universidade de Londres. Estes indícios, em que se incluem análises pormenorizadas de materiais multimédia, sugerem um padrão sistemático e de natureza aparentemente deliberada nos ataques aéreos e terrestres contra a cidade de Rafah, na Faixa de Gaza, em que morreram 135 civis – e que podem constituir também crimes contra a humanidade.

 
quarta, 08 julho 2015 00:01

Amnistia Internacional cria nova ferramenta digital para expor os padrões das violações israelitas cometidas em Gaza

 

Uma nova ferramenta digital de investigação e mapeamento dos ataques de Israel contra Gaza durante a guerra de julho e agosto do ano passado está disponível desde esta quarta-feira, 8 de julho, numa parceria da Amnistia Internacional com a Forensic Architecture, da Universidade de Londres. Este projeto visa contribuir para que seja obtida responsabilização pelos crimes de guerra e outras violações da lei internacional humanitária cometidas naquele conflito.

 
quinta, 02 julho 2015 15:38

Investigação a raides aéreos no Iémen junta provas de que forças lideradas pela Arábia Saudita mataram civis

Nova investigação e análises feitas pela Amnistia Internacional ao armamento usado nos ataques recentes no Iémen realçam o elevado preço que os civis continuam a pagar devido aos raides aéreos levados a cabo pela coligação liderada pela Arábia Saudita contra diversas zonas daquele país, assim como a falha total destas forças militares em cumprirem os requisitos impostos pela lei internacional humanitária.

 
terça, 30 junho 2015 00:01

Nova geração de ativistas no Egito atrás das grades sob a repressão para esmagar a dissidência

 

As autoridades egípcias mantêm uma frente de ataque contínua contra a juventude ativista, numa tentativa flagrante de sufocar o espírito das mais corajosas e brilhantes mentes no país e matar à nascença qualquer futura ameaça ao regime, avalia a Amnistia Internacional em nova investigação.

 

Pág. 7 de 27