Home PageMapa do SiteImprimir

MENA

segunda, 19 setembro 2016 10:20

Provas indicam uso de bomba norte-americana no ataque ao hospital da Médecins Sans Frontières no Iémen

 

Os países que estão a fornecer armas usadas no conflito no Iémen, incluindo os Estados Unidos e o Reino Unido, devem suspender imediatamente esses fornecimentos, reitera a Amnistia Internacional, tendo confirmado que foi usada uma bomba de fabrico norte-americano no ataque aéreo a um hospital da organização não-governamental Médecins Sans Frontières (MSF) a 15 de agosto na cidade iemenita de Abs, em que morreram 11 pessoas e outras 19 foram feridas.

 
segunda, 12 setembro 2016 14:41

Autoridades curdas têm de pôr fim à vergonhosa detenção de mulher yazidi que sobreviveu ao Estado Islâmico

O Governo Regional do Curdistão tem de pôr fim imediatamente à chocante detenção arbitrária de uma mulher yazidi que permanece presa sem julgamento há quase dois anos depois de ter conseguido sobreviver no Iraque a cativeiro às mãos do grupo armado autodesignado Estado Islâmico, insta a Amnistia Internacional.

 
sexta, 26 agosto 2016 14:34

“O medo que nunca desaparece”: sobreviver numa prisão síria

O ativista pacífico Hussam (nome fictício para proteção de identidade) conseguiu sobreviver aos 20 meses que esteve preso e em que foi torturado em Saydnaya, uma das mais brutais e infames prisões sírias. Atualmente a cumprir pena noutro local, escreveu esta carta onde tenta mostrar o “inferno diário” pelo qual passou.

 
quinta, 18 agosto 2016 01:01

Testemunhos lancinantes de tortura, condições desumanas e milhares de mortes nas prisões na Síria

 

As experiências horríveis vividas por detidos nas prisões da Síria, onde são submetidos a tortura desenfreada e outros maus-tratos, estão expostas num novo relatório da Amnistia Internacional, publicado esta quinta-feira, 18 de agosto, no qual é estimado que pelo menos 17 723 pessoas foram mortas sob tutela das forças de segurança sírias desde o início da crise no país, em março de 2011 – equivalendo a uma média de 300 mortos por mês.

 
quarta, 10 agosto 2016 16:01

Ativistas pelos direitos das mulheres no Irão são tratados como “inimigos do Estado” em renovada repressão

As autoridades iranianas intensificaram, no primeiro semestre do ano, a repressão no país contra ativistas pelos direitos das mulheres com a realização de uma série de duros interrogatórios e lidando cada vez mais com iniciativas coletivas relacionadas com os direitos das mulheres como atividades criminosas, disse hoje a Amnistia Internacional.

 
quinta, 28 julho 2016 16:06

Intensificar da repressão dos media na Turquia agrava o clima de medo

 

A Turquia está a entrar na segunda semana de três meses de estado de emergência com uma vaga de repressão da sociedade civil e ataques à liberdade de imprensa que atingiu já níveis perturbantes e sem precedentes no país, alerta a Amnistia Internacional.

 
segunda, 25 julho 2016 13:13

Turquia tem de permitir acesso de observadores independentes para investigarem alegações de tortura

 

A Amnistia Internacional recolheu, em missão no terreno, provas credíveis de que milhares de detidos no país estão a ser submetidos a espancamentos e tortura, incluindo violações, em centros de detenção oficiais e não oficiais, no contexto das purgas em curso após a tentativa de golpe de 15 de julho passado.

(actualizado a 26 de julho)

 
quinta, 21 julho 2016 15:23

Estado de emergência declarado na Turquia não pode resultar num retrocesso nos direitos humanos

 

O anúncio feito pelo Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de imposição do estado de emergência no país não pode abrir caminho a um retrocesso de direitos humanos nem ser usado como pretexto para intensificar ainda mais a repressão da liberdade de expressão e debilitar as proteções contra detenções arbitrárias e tortura, sustenta a Amnistia Internacional.

 
terça, 19 julho 2016 10:30

Direitos humanos em grave risco na Turquia após tentativa de golpe e vaga de repressão pelas autoridades

 

Os direitos humanos estão em perigo na Turquia, alerta a Amnistia Internacional, na esteira da sangrenta tentativa de golpe de Estado que ocorreu na sexta-feira, 15 de julho, e da qual resultou a morte de pelo menos 208 pessoas e perto de oito mil detenções. Vários responsáveis governamentais turcos sugeriram já repor a pena de morte no país como punição para os autores do golpe falhado, e a organização de direitos humanos está no terreno a investigar relatos de que detidos em Ancara e em Istambul foram submetidos a uma série de abusos, incluindo maus-tratos sob custódia das autoridades e a recusa de acesso a advogados.

(actualizado a 20 de julho)

 
segunda, 18 julho 2016 12:18

Irão põe presos políticos em risco de vida com recusa de cuidados médicos

As autoridades iranianas estão insensivelmente a brincar com a vida de prisioneiros de consciência e presos políticos no país negando-lhes acesso a cuidados médicos adequados e necessários, o que deixa estas pessoas em grave risco de vida, de ficarem com deficiências permanentes ou sofrerem outros danos irreversíveis de saúde, é apurado em novo relatório da Amnistia Internacional.

 

Pág. 3 de 27