Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
segunda, 31 maio 2010 11:03

O Secretário-geral Interino da Amnistia Internacional exigiu a abertura de um inquérito internacional às mortes causadas por um ataque à flotilha transportando ajuda humanitária em águas internacionais ao largo da costa de Gaza.
Atendendo à natureza internacional deste incidente e à continuada falta de um inquérito israelita credível às violações de Direitos Humanos no contexto do conflito de Gaza, revela-se necessária uma investigação internacional,” afirmou Claudio Cordone, Secretário-geral Interino da Amnistia Internacional.


 As autoridades israelitas têm a responsabilidade primária de investigar o uso da força letal pelas suas forças armadas, bem como as justificações proferidas pelos seus oficiais de que teriam sido atacados com armas. Mas para que exista transparência total e credibilidade nos procedimentos, Israel deve convidar peritos das Nações Unidas para realizar um inquérito aos acontecimentos de 31 de Maio.”

 Para além da ocorrência desta tragédia, é também imperativo que Israel levante imediatamente o bloqueio a Gaza, já que ele não é mais do que uma forma de punição colectiva que viola a legislação internacional aplicável e afecta acima de tudo os sectores mais vulneráveis da população.

LAST_UPDATED2