Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
quarta, 20 agosto 2014 17:00

Israel: É urgente o acesso das organizações de direitos humanos a Gaza

O reinício dos ataques aéreos por parte de Israel e do lançamento de rockets desde Gaza vem realçar a necessidade urgente dos grupos de direitos humanos terem acesso a Gaza para que possam monitorizar a situação, afirma a Amnistia Internacional.
 
Desde o início da operação militar em Gaza, Israel tem negado repetidamente os pedidos da Amnistia Internacional para entrar em Gaza através da passagem de Erez, que é controlada pelos israelitas. A organização também solicitou acesso às autoridades egípcias que até à data não responderam.
 
“O aparente reinício dos ataques aéreos por parte de Israel e do lançamento de rockets  ontem são mais uma prova de que não podemos esperar mais para ter acesso à Faixa de Gaza. Já se perdeu tempo valioso e é fundamental que as organizações de direitos humanos deem inicio ao processo de investigação das alegações de crimes de guerra “, diz Anne FitzGerald, diretora de Investigação e Resposta a Crises da Amnistia Internacional.
 
“As autoridades israelitas parecem estar a fazer jogos burocráticos connosco sobre o acesso a Gaza, condicionando-o com recurso a critérios nada razoáveis, enquanto o número de mortos continuar a subir” acrescenta Anne FitzGerald.
 
A Amnistia Internacional e a Human Rights Watch vão emitir uma tomada de posição conjunta apelando às autoridades israelitas para que permitam o acesso imediato das organizações de direitos humanos a Gaza.
 
LAST_UPDATED2