Home PageMapa do SiteImprimir

Gaza

quarta, 20 agosto 2014 17:00

Israel: É urgente o acesso das organizações de direitos humanos a Gaza

O reinício dos ataques aéreos por parte de Israel e do lançamento de rockets desde Gaza vem realçar a necessidade urgente dos grupos de direitos humanos terem acesso a Gaza para que possam monitorizar a situação, afirma a Amnistia Internacional.
LAST_UPDATED2

 
terça, 18 janeiro 2011 11:11

“Até agora não percebemos porquê. Queremos… uma investigação; queremos saber porque é que eu e as minhas irmãs ficamos órfãs. Porque mataram os nossos pais, a nossa família?”
Fathiya Mousa, cujos pais e familiares, com idades compreendidas entre os 14 e 28 anos, foram mortos a 14 de Janeiro de 2009 num ataque aéreo israelita, enquanto estavam no seu quintal em Sabra, um distrito da Cidade de Gaza.

LAST_UPDATED2

 
terça, 28 setembro 2010 11:10

A Amnistia Internacional instou o Tribunal Penal Internacional (TPI) a tomar uma decisão acerca da investigação aos alegados crimes de guerra e crimes contra a humanidade, cometidos durante o conflito em Gaza e no sul de Israel em 2008-09. O Conselho de Direitos Humanos deve fazer o mesmo apelo após a análise do relatório apresentado hoje por um comité independente de especialistas que realça as falhas contínuas, tanto das autoridades Israelitas como do Hamas, em investigar as violações ao Direito internacional documentadas há mais de um ano atrás, na sequência de uma missão de investigação da ONU, presidida pelo juiz Richard Goldstone.

LAST_UPDATED2

 
quarta, 09 março 2011 11:08

Um ano depois da Missão de Investigação das Nações Unidas concluir que tanto as forças israelitas como os grupos armados palestinianos cometeram crimes de guerra, possivelmente crimes contra a Humanidade e outros graves violações do Direito Internacional durante o conflito em Gaza e no Sul de Israel, entre 2008 e 2009, a Amnistia condenou a contínua falta de responsabilização e alertou para o facto da esperança das vítimas em obter justiça permanecer agora num impasse. Durante a sua actual sessão, a qual teve início na passada Segunda-feira, o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas deve considerar o relatório do Comité de Peritos de Março de 2010, para examinar quais os passos que têm sido tomados pelos israelitas e palestinianos, e para investigar os crimes alegadamente cometidos pelas suas forças e a dimensão, bem como a eficácia destas investigações. 

LAST_UPDATED2

 
terça, 15 junho 2010 11:07

A Amnistia Internacional está a apelar às autoridades israelitas para que acabem com a prática de demolições que levam milhares de palestinianos a viverem com o medo diário de ficarem desalojados. Num novo relatório, As safe as houses? Israel's demolition of Palestinian homes, a Amnistia Internacional dá conta da dimensão do fenómeno da destruição de casas por parte das forças israelitas nos Territórios Palestinianos Ocupados, com a justificação de que foram ilegalmente construídas.

LAST_UPDATED2

 
terça, 01 junho 2010 11:05
O bloqueio israelita de Gaza deixou já 1.4 milhões de homens, mulheres e crianças palestinianos presos na faixa de Gaza, uma área com apenas 40 quilómetros de comprimento e 9.5 quilómetros de largura.


O desemprego massivo, a pobreza extrema e o preço dos bens alimentares a crescerem em flecha devido à escassez, deixaram já quatro em cada cinco habitantes da Faixa de Gaza dependentes de ajuda humanitária. O bloqueio de Gaza por Israel é uma flagrante violação da lei internacional, tratando-se de uma forma de punição colectiva.

LAST_UPDATED2

 
segunda, 31 maio 2010 11:04

A Amnistia Internacional apelou às autoridades israelitas que efectuem de imediato um inquérito, independente e credível, sobre o assassinato, por parte do exército israelita, de pelo menos 10 activistas que protestavam a bordo de barcos contra o bloqueio israelita na Faixa de Gaza. As forças israelitas usaram claramente força excessiva,” afirmou Malcolm Smart, Director da Amnistia Internacional para o Médio Oriente e Norte de África. “Israel afirma que os membros do exército agiram em autodefesa, alegando que foram atacados pelos manifestantes, mas é difícil acreditar que o uso de força letal tenha sido justificado. São acções completamente desproporcionadas ao nível de ameaça.”

LAST_UPDATED2

 
segunda, 31 maio 2010 11:03

O Secretário-geral Interino da Amnistia Internacional exigiu a abertura de um inquérito internacional às mortes causadas por um ataque à flotilha transportando ajuda humanitária em águas internacionais ao largo da costa de Gaza.
Atendendo à natureza internacional deste incidente e à continuada falta de um inquérito israelita credível às violações de Direitos Humanos no contexto do conflito de Gaza, revela-se necessária uma investigação internacional,” afirmou Claudio Cordone, Secretário-geral Interino da Amnistia Internacional.

LAST_UPDATED2

 

Pág. 1 de 3