Home PageMapa do SiteImprimir
 

Notícias

quinta, 08 outubro 2015 09:03

União Europeia tem de notificar formalmente a Hungria pelas violações cometidas na crise de refugiados

 

O Governo húngaro investiu mais de 100 milhões de euros em cercas de arame farpado e controlos de fronteira para manter refugiados e migrantes do lado de fora, o que é o triplo do valor gasto pelo país no acolhimento de requerentes de asilo, apura a Amnistia Internacional em novo relatório, com a recomendação de que a União Europeia avise formalmente aquele Estado-membro sobre as violações que tem vindo a cometer na atual crise de refugiados no espaço europeu.

 
quinta, 24 setembro 2015 09:55

Cimeira da UE traduz-se na continuação de uma estratégia falhada para a crise de refugiados

 

Nenhuma mudança de fundo saiu daquilo que os líderes europeus acordaram esta semana em Bruxelas, avalia a Amnistia Internacional após terem fechado as negociações da cimeira dos representantes dos Estados-membros da União Europeia (UE) em Bruxelas sobre as políticas de migração e a crise de refugiados.

 
segunda, 21 setembro 2015 15:23

Voluntários em campo a ajudar os refugiados enquanto líderes europeus continuam à procura de soluções

 

Da Grécia à Alemanha, voluntários acorrem a unir esforços para ajudar os refugiados recém-chegados aos seus países a obterem comida, roupas e cuidados médicos, colmatando falhas gritantes que resultam do fracasso do sistema de asilo na União Europeia, enquanto os líderes na Europa continuam em busca de solução comum para a crise em crescendo. A Amnistia Internacional testemunhou o que está a acontecer no terreno, com os relatos de Eliza Goroya, na Grécia, e de Khairunissa Dhala e Lorna Hayes, na Alemanha.

 
quinta, 17 setembro 2015 14:51

Crianças separadas das famílias na fronteira húngara imersa no caos e com os refugiados em desespero

 

Pelo menos nove pessoas e incluindo pelo menos quatro crianças que foram separadas dos familiares pela polícia húngara durante confrontos na vedação fronteiriça em Röszke têm de ser imediatamente libertas e reunidas com as famílias, insta a Amnistia Internacional na esteira do caos e uso de força policial a que se assistiu esta quarta-feira, 16 de setembro. O paradeiro destas pessoas é desconhecido mas crê-se que foram conduzidas pela polícia para um edifício de controlo de fronteiras nas proximidades.

 
terça, 15 setembro 2015 10:38

Reunião de urgência da UE falha uma vez mais em dar resposta à crise global de refugiados

 

Os ministros da Administração Interna dos Estados-membros da União Europeia falharam uma vez mais em demonstrarem uma liderança coletiva e avançarem soluções cabais para dar resposta à crise global de refugiados, avalia a Amnistia Internacional na esteira da reunião de emergência que se realizou na segunda-feira, 14 de setembro, em Bruxelas.

 

Pág. 10 de 21