Home PageMapa do SiteImprimir
 

Notícias

segunda, 19 setembro 2016 14:00

Líderes mundiais estão a esquivar-se, não a partilharem a responsabilidade pela crise de refugiados

O miserável fracasso expectável na cimeira das Nações Unidas convocada para encontrar respostas que mitiguem o agravamento da atual crise global de refugiados constitui uma oportunidade perdida que irá afetar milhões das mais vulneráveis pessoas no mundo, a não ser que os líderes confluam para soluções alternativas para ajudá-las a alcançarem a segurança, reitera a Amnistia Internacional na contagem decrescente para as duas reuniões de alto nível sobre refugiados que ocorrem esta semana.

 
sexta, 16 setembro 2016 12:16

Fugir da Síria é difícil e um autêntico milagre fazê-lo em cadeiras de rodas

 

Alan e Gyan: dois nomes, duas pessoas, tão só, na magnitude de milhões de sírios que se veem forçados a fugir do seu país, sob a ameaça das bombas e dos combates, em busca de um refúgio seguro. Mas mais do que dois nomes, duas pessoas, são os protagonistas de uma perigosa viagem em cadeiras de rodas, em busca da sobrevivência e de se reunirem ao pai, quando tudo está a jogar contra eles. A campaigner da Amnistia Internacional sobre Migrações Monica Costa Riba conta aqui a história extraordinária dos dois irmãos.

 
quinta, 15 setembro 2016 10:51

Mais de 75 000 refugiados na terra de ninguém do deserto na fronteira entre a Jordânia e a Síria

Gravações em vídeo e imagens de satélite que mostram sepulturas e túmulos improvisados na terra de ninguém na fronteira entre a Síria e a Jordânia dão um raro vislumbre daquela extensão deserta onde dezenas de milhares de refugiados foram abandonados à sua própria sorte, sem receber nenhuma ajuda humanitária há dois meses, alerta a Amnistia Internacional.

 
sexta, 02 setembro 2016 15:50

“Aprender é como um diamante” mas não há diamantes em bruto para as crianças refugiadas na Grécia

 

O arranque do ano letivo é um momento especial na vida das crianças, uma mistura de excitação e ansiedade por tudo o que o futuro lhes reserva. Mas nos campos de refugiados na Grécia é desilusão e um desejo fermente que se sente – um desejo enorme de poderem, também elas, ir à escola. Kondylia Gogou, da equipa de investigação da Amnistia Internacional na Grécia, conta aqui como crianças e pais vivem estes dias em que, para eles, as aulas não começam.

 
sexta, 19 agosto 2016 09:49

Fecho do centro australiano de refugiados em Manus é só um primeiro passo para pôr fim ao pesadelo

A decisão do Governo australiano em finalmente encerrar o centro de refugiados que opera na ilha de Manus, na Papuásia-Nova Guiné, onde foram documentados graves abusos, é positiva, avalia a Amnistia Internacional, reiterando que todos quantos se encontram detidos naquele local devem ser transferidos prontamente para território da Austrália.

 

Pág. 4 de 22