Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
sexta, 01 novembro 2013 15:24

Petição contra desalojamentos forçados na Roménia entregue em Bucareste

Ativistas romenos junto com a Amnistia Internacional entregaram já no Gabinete do primeiro-ministro da Roménia uma petição internacional, instando o Governo a pôr fim aos desalojamentos forçados de comunidades ciganas.

A petição recebeu 25.188 assinaturas oriundas de 85 países, incluindo 582 de Portugal.

Antes da entrega da petição, a 16 de Outubro, em Bucareste, os ativistas e a Amnistia internacional apresentaram esta petição também aos jornalistas, demonstrando as consequências negativas dos desalojamentos forçados para as comunidades ciganas da cidade de Baia Mare, no noroeste da Roménia.

Estas populações acabam por ser deixadas sem abrigo ou são segregadas com base em discriminação étnica e relocalizadas em condições de habitação inapropriadas.
A petição insta também o Governo romeno a adotar medidas de caracter urgente para garantir que é escrupulosamente cumprido o direito a habitação adequada consagrado na legislação do país.

Pelo menos três comunidades ciganas foram afetadas ao longo dos últimos meses pelos desalojamentos forçados e demolições das casas que habitavam no bairro de Craica, em Baia Mare. Em agosto ficaram sem abrigo cerca de 60 pessoas, incluindo crianças, e, já antes, em junho, 500 pessoas tinham sido retiradas daquele bairro e deslocadas para uma antiga fábrica de produtos químicos.