Home PageMapa do SiteImprimir
 
Não à Discriminação

Imprimir
sexta, 29 fevereiro 2008 00:00

Mês livre de Discriminação - Discriminação por orientação sexual em El Salvador

(ACÇÃO ENCERRADA)

A Amnistia Internacional denuncia um caso de discriminação contra a Associação Entre Amigos (AEA) que tem vindo a lutar pela defesa dos direitos de gays, lésbicas e transsexuais em El Salvador. Os membros desta associação tem sido alvos de ameaças de morte e perseguições a partir do momento em que a Constituição do país passou a permitir que casais do mesmo sexo possam casar e adoptar crianças.

Wiliam Hernandez, director da AEA, foi ameaçado com uma arma de fogo nas proximidades da associação para que deixasse de trabalhar em favor da comunidade de homossexuais, lésbicas e transexuais. Após o sucedido a associação mudou de instalações e passou a ter vigilância policial.

Nos últimos meses não se têm registado queixas de ataques aos membros da AEA, mas estes continuam a sofrer ataques físicos e insultos verbais. Para além disso, os responsáveis pelos ataques não foram punidos pelos seus actos. Face a esta situação, a Amnistia Internacional Portugal solicita a participação de todos numa campanha de sensibilização às autoridades de El Salvador e de solidariedade com os membros da Associação Entre Amigos. 


Apelo ao Presidente da republica de El Salvador 

A Amnistia Internacional (AI) Portugal está a promover um apelo dirigido a Antonio Saca González, Presidente da República de El Salvador, pedindo que as ameaças de morte e ataques aos membros da AEA sejam investigados, que os resultados sejam divulgados e que os responsáveis sejam punidos.


Envie carta ou envie fax ou envie e-mail
 
President of the Republic of El Salvador
Antonio Saca González
Casa Presidencial,
Alameda Dr. Manuel Enrique 5500,
San Salvador, El Salvador.
00 503 2243 9947     Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. endereço de email está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email 

 

Your Excellency,

I would like to congratulate the efforts of the Police of El Salvador in ensuring the safety of William Hernández, and the staff of Asociación Entre Amigos who where subjected to several acts of intimidation.

However, the absence of a thorough and impartial investigation into the death threats against William Hernández, leaving the perpetrators free of punishment may encourage others to perform acts of discrimination towards Gay, Lesbian and Transgender people or supporters.

Human rights defenders hold a very important role in society and they should be free to carry out their legitimate work without fear of harassment, intimidation or punishment.

I also believe that the human rights of lesbian, gay, bisexual and transgender (LGBT) people should be respected and measures should be implemented to put an end to intimidation against LGBT people.

Therefore I urge your Excellency to do whatever is possible to guaranty that the investigation continues and that those responsible are brought to justice for this acts of discrimination. 

Sincerely,
 
 

Manifeste a sua solidariedade à AEA

Para além do apelo ao presidente da república de El Salvador, propomos o envio de cartas ou postais para a Associação Entre Amigos (AEA) exprimindo o seu apoio e repúdio pela discriminação que têm sido alvos.

Sugestão de mensagem: 
 
"En solidaridad con los miembros de la Asociación Entre Amigos"

Tengo conocimiento de la discriminación que ustedes tienem sido objeto en vuestro país y vengo por esta via demonstrar mi apoyo a vuestra causa. 

Saludos,   Asociación Entre Amigos
Calle San Antonio Abad, Lote 2
Casa Nro. 2562
San Salvador, 503
El Salvador