Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
quarta, 04 julho 2012 17:23

Mais de 600 mil assinaturas para um mundo mais seguro!

alt“Têm de erguer as vossas vozes. Têm de supervisionar e monitorizar este Tratado logo que ele seja implementado. Têm esse legítimo direito enquanto cidadãos do mundo”. Foram estas as palavras de Ban Ki-moon, Secretário-geral das Nações Unidas, ao receber, ontem, 3 de julho, as 620 mil assinaturas do Apelo Global pelo Tratado de Comércio de Armas, das quais 6.000 são provenientes de Portugal.

O Secretário-Geral acrescentou ainda que "devemos esta ação às centenas de milhares de vítimas de conflitos armados e violência, a todas as crianças que são privadas de um futuro melhor e às nossas forças de manutenção da paz e trabalhadores humanitários, que arriscam as suas vidas no terreno".

As assinaturas foram entregues por Salil Shetty, Secretário-geral da Amnistia Internacional, Jasmin Nario-Galace, da IANSA-International Action Network on Small Arms, e Julius Arile, um sobrevivente queniano da violência armada que, há seis anos, entregou a petição “Um Milhão de Rostos” juntamente com a Amnistia Internacional às Nações Unidas. Veja as fotografias.

No dia anterior, 2 de julho, iniciaram-se, nas Nações Unidas, as negociações para o texto final do Tratado de Comércio de Armas. Nesse dia vários ativistas levaram a cabo uma ação em frente ao edifício das Nações Unidas, pedindo o fim das armas usadas para atrocidades. Fotografias disponíveis aqui.

O nosso obrigado a todos os que assinaram o Apelo Global e que ajudaram a recolher as assinaturas e a sensibilizar as pessoas para a necessidade de um Tratado de Comércio de Armas eficaz e respeitador dos direitos humanos.

Todos juntos fazemos a diferença!