Home PageMapa do SiteImprimir

Notícias

terça, 19 julho 2011 08:22

 

Tratado sobre Comércio de Armas – Proposta para retirar da agenda as armas de repressão (15.Julho.2011)

A recente repressão no Médio Oriente e Norte de África demonstra que uma grande parte das armas usadas por forças militares, de segurança e policiais, devem estar incluídas no âmbito de um Tratado sobre Comércio de Armas, afirmou a Amnistia Internacional. 

 
quarta, 13 julho 2011 16:46

 

ONU reúne-se para discutir Tratado sobre o Comércio de Armas

De 11 a 15 de Julho de 2011, estão reunidas as delegações de todos os Estados membros da ONU, na sede da organização em Nova Iorque, para participarem na reunião do Comité Preparatório que irá focar-se nos mecanismos de implementação do Tratado sobre Comércio de Armas, incluindo os procedimentos para uma maior transparência. Esta última questão é crucial para que seja assegurado o cumprimento e a responsabilização por parte dos Estados.

 
quarta, 13 julho 2011 10:09

 

Comércio de Armas alimenta conflito no Sudão

A Amnistia Internacional considera que os Estados membros da ONU devem agir para controlar o transporte de armas para regiões voláteis como Kordofan, no sul do Sudão.
 
China, Rússia e os EUA estão entre aqueles que têm fornecido armas e treino militar às forças armadas sudanesas e ao Exército de Libertação do Povo do Sudão, o exército oficial do Sudão do Sul, que teve a sua independência a 9 de Julho.

 

Pág. 4 de 12