Home PageMapa do SiteImprimir

Notícias

segunda, 20 março 2017 13:45

Amnistia Internacional Portugal convida a começar um novo discurso

RestartSpeech site 300

 

Num mundo onde proliferam discursos que manipulam a informação para lançar sementes de medo, ódio e divisão, a Amnistia Internacional Portugal propõe começar um movimento de oposição que vai criar uma nova forma de discursar. A ação #RestartYourSpeech é agora lançada online e vai sair às ruas de Lisboa esta quinta-feira, 23 de março.

 
quarta, 08 março 2017 03:30

Sete mulheres que não ficaram à espera

199239 300

 

Este é o dia certo para declarar: 'Não vamos esperar pelos nossos direitos!” Quando se assinala mais um Dia Internacional da Mulher, a luta pela igualdade de género ganha uma nova força e milhares de mulheres declaram que não vão continuar à espera que o mundo reconheça, de uma vez por todas, que somos iguais “em dignidade e em direitos”.

 
quarta, 22 fevereiro 2017 09:26

 

Relatório Anual 2016 Amnistia Internacional

“Políticas de demonização” estão a alimentar a divisão e o medo

SiteFOTOrelatorioanualGLOBAL

 

Políticos brandindo uma retórica tóxica e desumanizadora de “nós contra eles” estão a criar um mundo mais dividido e perigoso, alerta a Amnistia Internacional, ao lançar esta quarta-feira, 22 de fevereiro, o Relatório Anual 2016/2017, onde é analisado o estado dos direitos humanos no mundo.

 
quinta, 09 fevereiro 2017 09:44

Os primeiros sete passos de Trump para sabotar os direitos humanos

SiteFOTOeuaTrumpSeteMedidasDireitos

 

O Presidente norte-americano, Donald Trump, não perdeu tempo para, assim que assumiu o poder, pôr em ação a retórica venenosa que marcou a sua campanha eleitoral. Nas primeiras semanas na Casa Branca, Trump apressou-se a emitir uma série de ordens executivas que ameaçam os direitos humanos de milhões de pessoas, tanto nos Estados Unidos como noutros países.

 
quarta, 01 fevereiro 2017 12:11

A guerra assassina da polícia das Filipinas contra os pobres

SiteFOTOfilipinasGuerraAosPobresRELATORIOAgentes da polícia das Filipinas, sob instruções diretas das mais altas instâncias do Governo, mataram e pagaram a assassinos a soldo para matar milhares de suspeitos de crimes de narcotráfico numa vaga de execuções extrajudiciais que podem constituir crimes contra a humanidade, documenta a Amnistia Internacional em novo relatório.

 
segunda, 30 janeiro 2017 13:10

Bloqueio de Trump aos refugiados põe em prática a retórica política do ódio

SiteFOTOtrumpOrdemExecutivaRefugiados

 

A ordem executiva emitida pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, sobre imigração, está a bloquear as pessoas em fuga da violência, guerra e perseguição de obterem refúgio seguro no país – decisão que a Amnistia Internacional considera ter consequências catastróficas.

 
sexta, 20 janeiro 2017 12:25

Cidadãos têm de confrontar a retórica de Trump contra os direitos humanos

SiteFOTOeuaTrumpTomadaPossepng

 

No dia da tomada de posse de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos, a Amnistia Internacional renova os alertas de se enfrentar o que pode vir a tornar-se num enorme recuo nas liberdades arduamente conquistadas, tanto nos Estados Unidos como no mundo inteiro, e reitera que tanto o novo chefe de Estado norte-americano como a sua Administração têm de cumprir os direitos humanos, interna e externamente.

 
quarta, 18 janeiro 2017 18:46

Mais de 60 000 assinaturas só em Portugal pelo perdão presidencial de Obama a Edward Snowden

SiteFOTOmaratonaEntregaChelseaA Amnistia Internacional reportou esta quarta-feira, 18 de janeiro, a diplomatas da embaixada norte-americana em Lisboa, a recolha de mais de 60 mil assinaturas só em Portugal na petição que insta o Presidente norte-americano, Barack Obama, a emitir um perdão presidencial a Edward Snowden, antes de terminar o seu mandato na Casa Branca, a 20 de janeiro.

 
quarta, 18 janeiro 2017 13:48

Comutação de pena de Chelsea Manning nos EUA é um passo positivo de direitos humanos há muito devido

fotoSITE libertacao chelsea231625

 

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com menos de uma semana até ao fim do seu mandato, comutou esta terça-feira, 17 de janeiro, a sentença de Chelsea Manning, ex-analista de dados militar que cumpria uma pena de 35 anos numa prisão de máxima segurança, após ter relevado publicamente informação classificada como secreta que indiciava a ocorrência de potenciais crimes consagrados nas leis internacionais e violações de direitos humanos cometidas pelas forças armadas norte-americanas. O caso de Chelsea Manning fez parte da Maratona de Cartas da Amnistia Internacional em 2014.

 

Pág. 3 de 76