Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
quarta, 06 julho 2016 11:30

Núcleo de Viseu da AI dá forma ao Red String no festival Jardins Efémeros

O Núcleo de Viseu da Amnistia Internacional dá corpo à instalação Red String, da artista plástica holandesa Marian van der Zwaan, marcando a sua participação no festival multidisciplinar Jardins Efémeros, cuja 6ª edição está a decorrer desde dia 1 de julho e prossegue até ao final da semana, este ano com o tempo como mote central.

O Jardins Efémeros é um festival multidisciplinar, com forte componente experimental, que utiliza espaços icónicos como a Sé de Viseu, a Igreja da Misericórdia, museus e capelas, edifícios públicos e privados da cidade, jardins, praças e o centro histórico com exposições, espetáculos e atividades culturais e educativas.

No âmbito deste festival, um dos maiores eventos artísticos e culturais que ocorre anualmente em Viseu, o Núcleo de Viseu da AI apoia a instalação da peça artística Red String, a qual vai ocupar o Mercado 2 de Maio com mais de 4km de fio condutor e que simboliza a integração. Esta instalação de arte de Marian van der Zwaan é um testemunho contra a discriminação e esteve patente este ano também em Lisboa, na LX Factory.

O Núcleo de Viseu da AI participara já em 2015 no festival Jardins Efémeros, então com um programa de oficinas de direitos humanos especialmente orientadas para crianças.