Home PageMapa do SiteImprimir
Escolas Amigas dos Direitos Humanos

Notícias

 

Escolas Amigas dos Direitos Humanos

A escola a crescer, andar e aprender

As Escolas Amigas dos Direitos Humanos (EADH) estão a crescer e a dar exemplos cada vez mais sólidos do conhecimento e participação ativa das instituições de ensino na formação em direitos humanos. A Amnistia Internacional, que desenvolve este projeto, juntou de novo, no final de mais um ano letivo, professores das seis escolas participantes para fazer balanço e lançar os novos desafios. A coordenadora das EADH, Luísa Marques, reporta aqui como foi o encontro.

 

Semana Stop Bullying! da AI Portugal pôs 800 alunos e professores a mexer em seis escolas portuguesas

 

Mais de 800 alunos e professores de seis escolas portuguesas – no total de 17 escolas em quatro países europeus – desenvolveram, entre 9 e 12 de maio, várias atividades de consciencialização e mobilização da população estudantil no âmbito do projeto Stop Bullying! da Amnistia Internacional.

 

Escolas Amigas dos Direitos Humanos dizem não à tortura em visita ao Forte de Peniche

Foi uma das atividades escolhidas para a reta final da campanha Stop Tortura e a aposta não poderia ter sido melhor. O testemunho de Domingos Abrantes, preso político durante o regime salazarista, a inauguração da “bateria Sons da Tortura” e a participação de mais de 150 jovens e professores das seis escolas que integram o projeto Escolas Amigas dos Direitos Humanos fizeram da visita ao Forte de Peniche um momento inesquecível para todos. 

 

“Entender os refugiados” na Escola Serafim Leite

Além da realização da simulação da “Cimeira de Chefes de Estado” sobre os Refugiados, que se realizou no dia 2 de fevereiro, a Escola Dr. Serafim Leite em São João da Madeira promoveu mais uma ação de sensibilização sobre o tema em colaboração com a associação «Coragem Disponível», de apoio a imigrantes e refugiados. 
No dia 23 de fevereiro a escola recebeu dois refugiados sírios que relataram na primeira pessoa as suas dificuldades e preocupações, mas também os seus sonhos e aspirações.

 

Pág. 1 de 6