Home PageMapa do SiteImprimir

Amnistia Internacional manifesta pesar e expressa condolências a todos os familiares das vítimas do incêndio em Pedrogão Grande

fire 1b

 

A Amnistia internacional – Portugal vem por este meio expressar sentidas condolências a todos os familiares das vítimas do incêndio de Pedrogão Grande. A nossa homenagem a todos aqueles que perderam familiares e amigos, a todos aqueles que perderam os seus bens, a todos aqueles que sofreram por esta tragédia.

A nossa homenagem a todas pessoas envolvidas no trabalho de apoio às vítimas e de combate ao incêndio, que, de forma profissional ou voluntária, trabalham incansavelmente em favor do próximo.

Apelamos também a todas as pessoas que possam apoiar quem está na linha da frente a combater o incêndio que contribua com:

  1. Águas engarrafadas, águas com gás engarrafadas, pacotes pequenos de sumos, barritas energéticas, fruta, bolachas (sem chocolate), cereais, leite, soro fisiológico, água oxigenada, compressas e ligaduras. Façam chegar estes bens aos bombeiros mais próximos ou, especialmente, a estas corporações: Bombeiros de Penela, Bombeiros Voluntários de Góis, de Miranda do Corvo, de Oliveira do Hospital, de Ansião, de Coimbra, de Brasfemes, Bombeiros Sapadores de Coimbra, Bombeiros de Condeixa, de Leiria e de Alvaiázere.
  2. Aos moradores de Coimbra, pede-se que possam disponibilizar as suas casas para possível acolhimento de familiares das vítimas que estão a ser encaminhadas para os HUC. A CASA – Coimbra (CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo) está a organizar este apoio, tal como a Proteção Civil, nos Bombeiros Sapadores de Coimbra.
  3. Psicólogos para acompanhamento das situações de trauma. O Centro das operações está a ser a Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande.
  4. Enfermeiros e médicos que se encontrem perto de Coimbra: se puderem ajudar no Hospital de campanha montado em Avelar, concelho de Ansião, basta ligar para o CODU para registo do vosso contacto em caso de necessidade. Contacto do INEM - Coimbra: 239797800.
  5. Veterinários para cuidados de animais que sobrevivam possam necessitar de cuidados. São eles também o sustento ou companhia de muitos os que tudo estão a perder.

Precisamos cada vez mais de compreender que necessitamos de cuidar do nosso planeta, cuidar dos nossos recursos naturais e de respeitar o ambiente. São já evidentes as alterações climáticas, com temperaturas mais altas no Verão, com temperaturas mais baixas no Inverno, com fenómenos de seca ou de inundações. E muitas das alterações não são sentidas, mas têm um grande impacto no ambiente e nos ecossistemas. É urgente que cada um/a de nós e que cada governo tome medidas que favoreçam a sustentabilidade do nosso planeta, para que todos vivamos em equilíbrio e na certeza de que os direitos humanos não sejam cada vez mais ameaçados pelas condições climatéricas adversas. Cuidar do nosso planeta, e, neste caso tão concreto, das nossas florestas, é também cuidar dos nossos Direitos Humanos.

 
 

ban door2door